728x90_2021

Ventiladores CKVS_v1.0

Destaques

Manutenção Preventiva dos CKVS

Ventiladores CKVS_v1.0

RECOMENDAÇÕES

  1. Os ventiladores devem respeitar os requisitos operacionais do sistema de ventilação na condição real da instalação.
  2. O ventilador, do tipo centrífugo, deve ser de construção metálica, de simples aspiração, e o rotor de pás inclinadas para trás ou radiais. O sistema de transmissão mecânica pode ser direto, ou através de polia-correia ou ainda de outro modo, desde que não haja exposição de motores elétricos, caixa de ligação elétrica ou elementos de transmissão ao fluxo de ar de exaustão.
  3. As conexões dos ventiladores aos dutos de aspiração e descarga devem ser flangeadas e aparafusadas com o uso de elementos flexíveis. O material da conexão flexível deve ser incombustível e estanque a líquidos na superfície interna e com características mecânicas próprias para operar em equipamento dinâmico. As ligações longitudinais, além de estanques, devem ser transpassadas de no mínimo 75 mm.
    O material empregado deve garantir no mínimo uma resistência ao fogo de 1 h.
  4. O conjunto motor ventilador deve ser montado sobre amortecedores de vibração que garantam a absorção e o isolamento da vibração para a estrutura de apoio em níveis que não comprometam a integridade da estrutura e que não causem incómodo a terceiros.climaportugal_recomendacoes_ventiladores
  5. Ventiladores com carcaça tubular e fluxo axial devem ser de acionamento indireto, com o motor e toda a instalação elétrica fora do fluxo de ar de exaustão. Os elementos de transmissão devem estar enclausurados e protegidos contra infiltração de gordura.
  6. A carcaça do ventilador deve ser de construção soldada em chapa de aço inoxidável com no mínimo 1,09 m de espessura (número 18 MSG) ou chapa de aço-carbono com no mínimo 1,37 m de espessura (número 16 MSG).
  7. Os ventiladores devem ser dotados de dreno e porta de inspeção.
  8. O compartimento onde for instalado o ventilador deve ser facilmente acessível e ter dimensões suficientes para permitir os serviços de manutenção, limpeza e eventual remoção, incluindo plataforma nivelada para execução dos serviços. Se o ventilador estiver conectado a um duto enclausurado, este compartimento deve ter a mesma classe de resistência ao fogo que a do enclausuramento.
  9. Todos os ventiladores instalados em paredes interiores ou exteriores devem ser facilmente acessíveis com a utilização de uma escada de no máximo 2,0 m de altura, ou possuir uma plataforma de trabalho sob o ventilador ao qual se possa ter acesso com a utilização de uma escada de no máximo 6 m.
  10. Toda instalação elétrica deve atender às normas e legislação em vigor, sendo que os motores elétricos devem ser do tipo totalmente fechados com ventilação externa (TFVE) e com grau de proteção mínimo IP 54 e classe B ou F de isolamento elétrico.
  11. O ventilador deve, preferencialmente, ser instalado no final da rede de condutas ou o mais próximo possível desta, com a finalidade de diminuir o número de conexões pressurizadas, exceto nos casos dos ventiladores incorporados aos despoluidores atmosféricos ou extratores de gordura.

Bibliografia: NBR 14518-2000

Subscreva a nossa Newsletter

Fique a par das mais recentes novidades da CLIMAPORTUGAL